Fechar

Rita Santana

BLOG: www.barcacas.blogspot.com.br LIVROS PUBLICADOS: Tramela (2004), Tratado das Veias (2006) e Alforrias (2012). Antologias: Mão Cheia (2005), Diálogos – Panorama da nova poesia Grapiúna (2009) e Brasil Retratos Poéticos (2010)

Perfil

Rita Santana, escritora e multiartista nascida em Ilhéus/BA, é professora de Língua Portuguesa da Rede Estadual de Ensino na Bahia desde 1991. Atriz com diversos trabalhos no cinema, na televisão e no teatro, é também especialista em História Social e Cultura Afro-brasileira.

Firmou o início da sua carreira literária em 2004 com a publicação do livro de contos Tramela, vencedor do prêmio Braskem de Literatura no mesmo ano. Em 2006 publicou Tratado das Veias, livro de poesia e Alforrias em 2012. A sua obra vem sendo estudada por alunas e professoras de universidades no Brasil. Entre os temas abordados nos seus escritos está a incomunicabilidade amorosa, questões de gênero, o universo feminino, preocupações existenciais e o amor. Como professora atua na busca pelo apaixonamento pela leitura e a produção textual dos seus alunos.

As demais realizações de Rita Santana com a área literária envolve a seus contos no Diário da Tarde, de Ilhéus, e no suplemento cultural do jornal A Tarde, de Salvador e a coordenação do projeto Universidade em Verso na UESC (Universidade Estadual de Santa Cruz). Em 2005 participou da antologia Mão Cheia e no mesmo ano  da Bienal do Livro da Bahia no projeto Porto da Poesia, organizado pela revista Iararana. Em 2006 tem seu nome incluído no Dicionário de Autores Baianos, uma publicação da Secretaria de Cultura/BA e em 2007 participa da Bienal do Livro da Bahia no Café Literário. Tem poemas publicados nos sites Germina Literatura (www.germinaliteratura.com.br), Escritoras Suicídas (www.escritorassuicidas.com.br), Diversos Afins (www.diversosafins.com.br/?p=4273), etc. Em 2009 participa da antologia poética Diálogos – Panorama da nova poesia Grapiúna (Org. Gustavo Felicíssimo) e em 2010 da agenda Brasil Retratos Poéticos (Org. José Inácio Vieira de Melo).

Seu trabalho na área de artes cênicas envolve a atuação em recitais de poesia e feiras culturais no interior da Bahia, explorando o teatro de rua, ao ser uma das fundadoras do grupo “Caras e Máscaras” (Ilhéus – 1990/95). Atuou em algumas peças infantis, com destaque para Pluft, o fantasminha (Ilhéus – 1987/89). Integrou o elenco de Dona Flor e Seus Dois Maridos (Ilhéus/Salvador – 1992), com direção de Fernando Guerreiro, interpretando Dionísia de Oxóssi. Integrou o elenco da primeira fase da novela Renascer, produzida pela Rede Globo de Televisão (1993) e fez participação no filme Tieta do Agreste, de Cacá Diegues (1995). Em 1999 participou da montagem de Fauso Zero no Teatro Vila Velha, com direção de Márcio Meirelles. Destaca-se também pelo seu trabalho no cinema, tendo atuado dos filmes Pixaim (2000), sob a direção de Fernando Belens, Esses Moços (2002), dirigido por José Araripe, Eu Me Lembro (2002), dirigido por Edgard Navarro. E integrou o elenco do episódio O vestido de Otália, produzido pela TV Globo e dirigido por Sérgio Machado.

Entre os eventos e debates literários do qual participou estão o Projeto Encontro com o Escritor, ocorrida na Biblioteca Anísio Teixeira em agosto de 2008. Em 2011 participou da Praça de Cordel e Poesia com os escritores Daniela Galdino e Edmar Vieira de Melo na 10ª Bienal do Livro da Bahia. Lançou Alforrias em Ilhéus no Festival Ler Amado  em 2012, durante as comemorações do centenário de Jorge Amado – Feira do Livro de Ilhéus – no Terreiro da Poesia, espaço coordenado por Gustavo Felicíssimo e Daniela Galdino.

A Diretoria do Livro e da Leitura da Fundação Pedro Calmon/SecultBA, na Biblioteca Pública do Estado, Barris, realizou o projeto Leituras Públicas em 2012 com a participação das poetas Rita Santana e Lita Passos. Participou da Roda de Conversa Escritor@s Negr@as e Literatura Afrobrasileira no Fórum Internacional 20 de Novembro de 2012 na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia em Cruz das Almas e em 2013 da I Roda de Conversa Vozes Literárias Afro-femininas em Cena (no qual foi lançado o livro Vozes Literárias de Escritoras Negras, da Profa. Dra. Ana Rita Santiago). Ministrando uma Oficina de Criação Literária fez parte do Projeto tessituras III: Cem Anos de Carolina Maria de Jesus, promovido pelo Departamento de Ciências Humanas e Tecnológicas, Campus XX – Brumado . Participou da Feira do Livro em Feira de Santana e da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica) em 2015.

Entre seus próximos projetos está um livro de contos ainda sem título, um livro de poemas e voltar a escrever o blog.