Fechar

Lita Passos

BLOG: www.pontearte.com.br LIVROS PUBLICADOS: Flores de Fogo (2014, poesias), Rosário de Lembranças (2012, poesias) e Mão Cheia (2005, poesias e contos). Antologias: Todas as mãos (2014), Antologia da Academia de Letras do Recôncavo (2010), Antologia da Academia de Letras do Recôncavo (2008), Antologia Carurú dos Sete Poetas (2007), Dicionário de Autores Baianos (2006), Nosoutros – Antologia poética Brasil/Espanha (1996), Mapa das Ilusões (1988). Revistas: Brasil Retratos Poéticos (2010), Revista Reflexos de Universos (1985), Exú (1989).

Perfil

Lita Passos nasceu em Cruz das Almas/BA, na comunidade de Araçá, e reside em Salvador/BA. Especialista em comunicação (UFBA), é também administradora, professora, poeta e atriz. Atua como mediadora na Universidade Corporativa do Serviço Público da Saeb/Ba, e secretaria do Comitê de Educação Corporativa da SAEB.

Iniciou a carreira literária em 1985, participando da publicação Revista Reflexos de Universos. Publicou três livros autorais, que abarca o gênero poesia: Mão Cheia (2005), Rosário de Lembranças (2012) e Flores de Fogo (2014). A escrita de Lita permeia temas como natureza, questões sociais e amor.

Participa desde 1988 de antologias poéticas, sendo elas: Mapa das Ilusões (1988), Nosoutros – Antologia poética Brasil/Espanha (1996), Dicionário de Autores Baianos (2006), Antologia Carurú dos Sete Poetas (2007), Antologia da Academia de Letras do Recôncavo (2008), Antologia da Academia de Letras do Recôncavo (2010) e Todas as mãos (2014).

A escritora também participou como fonte de três teses de pesquisas em mestrado e doutorado: Vozes Literárias de Escritoras Negras (tese de Doutorado de Ana Rita Santiago – UFRB), Vozes Literárias de Escritoras Negras (tese de Mestrado de Ana Rita Santiago – UFBA) e Memórias Líricas do Recôncavo (tese de Mestrado de Rosimeire Santos – UEFS).

Entre outros projetos artísticos, Lita Passos participou dos espetáculos Viúva, Porém Honesta e Boca de Ouro (1979, Adaptação de Felinto Coelho), Dama Lua (1989, Nelson Magalhães Filho), As Alegres Mulheres Daqui (1999, Adaptação de Felinto Coelho), O Mambembe (2000, Felinto Coelho e Renam Ribeiro), Acorda, Amor! (2007, direção Andréa Elia) e Abençoada Terça – Xangai e Convidados (2011).

Entre os eventos literários para os quais foi convidada, destacam-se Bienal do Livro (2009 / 2011 / 2013), Verso em Câmara (2008), Carurú dos 7 poetas (2007), Recital Jacinta Passos (2005), Poesia na boca da noite (2005), entre outros.

O próximo projeto de Lita prevê o lançamento de novo livro na próxima Bienal do Livro da Bahia e colaboração com as ações poéticas sociais no Estado.